Menopausa Precoce e as Mutações Genéticas no Gene BRCA

No mês de maio, muito se falou a respeito da decisão da atriz Angelina Jolie em retirar as mamas devido à presença do gene BRCA 1/2 em sua linhagem genética. Entretanto, o que ficou de lado sobre o assunto foi o fato de que as mulheres portadoras da mutação no gene BRCA 1/2, além de apresentarem um risco aumentado ao desenvolvimento de câncer de mama (1,5% para 40%)  e de ovário (12% para 60%), tendem a entrar na menopausa mais cedo.

Estudos realizados dos Estados Unidos da América demonstraram que as mutações neste gene resultam nesta pacientes em uma janela reprodutiva mais curta e, portanto, em um maior risco à predisposição de infertilidade. A pesquisa comprovou, ainda, que as portadoras do gene que por ventura fossem também fumantes, entrariam mais cedo ainda em estado de falência ovariana. As pacientes portadoras das mutações pararam de menstruar por volta dos 50 anos, cerca de 3 anos antes das não portadoras, sendo que o caso em que ela aconteceu mais cedo, se deu aos 46 anos (a paciente era portadora da mutação e fumava cerca de 20 cigarros por dia).

Os pesquisadores concluíram, ainda, que a mutação do gene BRCA 1 afetaria também o mecanismo de reparação da quebra do DNA nos óvulos, fazendo-os perder a qualidade progressivamente, levando tais pacientes a um quadro de reserva ovariana menor quando comparado às não portadoras.

Os especialistas brasileiros afirmam que se estes resultados preliminares forem comprovados em outros estudos, a presença da menopausa precoce no histórico familiar passaria a justificar a pesquisa da presença da mutação. E, assim, levar às pacientes portadoras a um melhor entendimento das causas da falência ovariana precoce, ajudando-as a tomar decisões mais acertadas a respeito de sua vida reprodutiva e a reduzir o número de cirurgias para a extirpação do das mamas e dos ovários.

Embora, ainda, não haja um tratamento que impeça a ocorrência da menopausa precoce, uma boa opção para estas pacientes seria o congelamento dos óvulos e o acompanhamento psicológico adequado. O Blog Maternare acredita e se esforça para cada vez mais conscientizar as mulheres em idade reprodutiva sobre a importância da priorização da maternidade e sobre os riscos do envelhecimento dos óvulos, afinal, em inúmeros casos a mulher nem sempre poderá esperar pelo parceiro idealizado ou que ele esteja preparado para a paternidade!

Para maiores informações acesse: Insuficiência Prematura Precoce (POI)

Um pensamento sobre “Menopausa Precoce e as Mutações Genéticas no Gene BRCA

  1. This is a wonderfully written article. You must have done a lot of research in this area. You have made this topic easy to read, interesting and easy to understand.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s