Pesticidas, os vilões de ontem, hoje e sempre!!!

Sempre fomos levados a pensar que a ingestão de frutas e verduras com casca seria melhor para a saúde, já que as maioria das vitaminas e minerais encontram-se justamente na casca destes alimentos; pois bem, agora é ela a casaca dos alimentos, a mais nova vilã da praça!Tudo, porque é nela que se concentra a maior parte dos pesticidas usados em nossa produção agrícola.

E, qual o problema, ou melhor, quais os problemas relacionados à ingestão de pesticidas e à infertilidade?!?

Um estudo da Universidade Harvard, publicado nesta terça-feira (31) no periódico “Human Reproduction”, apontou que os homens que comeram mais frutas e legumes com altas taxas de agrotóxicos produziam menos espermatozoides.

No grupo dos que ingeriam mais pesticidas, a contagem de esperma foi de, em média, 86 milhões de espermatozoides por ejaculação ante a média de 171 milhões entre os homens que comiam porções menores de agrotóxicos, uma diferença de 49%.

Já a porcentagem de espermatozoides ‘bem formados’ foi de 7,5% entre os homens que comiam melhor, contra 5,1% entre os que comiam alimentos mais contaminados – uma variação de 32%.

Estudos anteriores já mostraram que a exposição a pesticidas pode ter um efeito sobre a qualidade do sêmen, mas até agora tem havido pouca investigação dos efeitos dos agrotóxicos nos homens.

Isto sugere a implementação de estratégias que visem especificamente evitar resíduos de pesticidas.

A abobrinha foi o alimento no qual foram encontrados mais resíduos de agrotóxicos, segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira (14) no relatório final do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entre as amostras de abobrinha, alface, feijão, fubá de milho, tomate e uva, 25% apresentaram irregularidades.

As amostras foram coletadas em 2012 em supermercados e feiras, em todos os estados brasileiros. O levantamento mostra que 1,9% dos alimentos tem uma quantidade de agrotóxico acima do limite, e em 23% foram encontrados resíduos de produtos não autorizados para a cultura do alimento.

Das 240 amostras de alface 45% foram reprovadas, o feijão, das 245, teve 7,3% insatisfatórias, o fubá de milho, das 208 amostras apresentou 2,9% insatisfatórias; no caso do tomate, das 246 amostras, 16% e a uva, das 229, teve 29% com irregularidades.

E, para as mulheres, as notícias não são melhores, a ingestão de pesticidas pode sim levar ao desenvolvimento da endometriose!

Cientistas estudaram 248 mulheres com endometriose confirmada por cirurgia e 538 participantes saudáveis de controle. Eles avaliaram os níveis sanguíneos de dois pesticidas, o mirex e o beta-hexaclorociclohexano, que permanecem em alguns peixes e laticínios, embora seu uso tenha sido proibido nos Estados Unidos há várias décadas. O estudo foi publicado online no periódico Environmental Health Perspectives.

Os pesquisadores descobriram que o risco de ter endometriose aumentava 50% nas mulheres com níveis mais altos de exposição ao mirex e de 30 a 70% para as que tinham sido expostas a níveis altos de beta-hexaclorociclohexano.

Essas substâncias químicas demonstraram interferir na ação natural do estrogênio em estudos realizados em animais e tecidos, o que talvez explique o aparecimento da doença em humanos.

Um pensamento sobre “Pesticidas, os vilões de ontem, hoje e sempre!!!

  1. Tenho 44 anos e descobri a 1 mês que estou com miomas (3 todos com menos de 2 cm) minha ginecologista receitou o gestinol 28, estou a 14 dias tomando esse medicamento e contínuo sangrando, pouco mais contínua, acompanhado de cólicas leves à moderada. Fora isso esta tudo be, não estou tendo nenhuma outra reação. Fui ao meu ginecologista hoje é falei meu problema a ela aí ela me receitou dois medicamentos um sub-lingual para a dor e o transamim pra interromper o sangramento.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s