Beleza sem Medo

Todas as pessoas gostam de se sentir bonitas, principalmente as mulheres, que devem, desde cedo, aprender a como cuidar da pele, do corpo e das madeixas de forma consciente, buscando produtos que não agridam o corpo e seu sistema reprodutor. Alguns ativos contidos em cosméticos e tratamentos estéticos devem ser evitados pelas meninas (desde o nascimento) e outros durante a fase pré-conceptiva e gestacional (riscos ao desenvolvimento do feto).

O Selo Beleza sem Medo, criado por Maternare, será dado a todos os produtos e/ou tratamentos que não contenham:

(Atenção: em caso de gravidez ou de tentativas de engravidar, antes de usar quaisquer dos produtos listados deve-se verificar cada óleo essencial componente da fórmula)

Parabenos: vendeu-se a ideia de que esta substância estaria intimamente ligada ao câncer de mama. O Inca (Instituto Nacional do Câncer) afirma que muito embora os parabenos sejam substâncias cancerígenas, não há nenhuma evidência comprovadamente científica da relação do uso de produtos que contenham esta substância e o desenvolvimento do câncer. Entretanto, conforme um estudo conduzido no Reino Unido estes conservantes apresentam propriedades estrogênicas e seu uso frequente pode sim levar ao aumento da endometriose.

Procure por produtos sem: Parabens, Methylparabens, Ethylparabens, Proprylparabens ou Buthylparabens.

Lauril Sulfato de Sódio/Sulfatos: é o tensoativo de propriedades detergentes utilizado na maioria dos shampoos e espumas de banho para produzir espuma, por ser muito agressivo pode causar irritações no couro cabeludo, na pele e nos olhos. Ele pode reagir com outros ingredientes de outros produtos que usamos formando nitratos e estes sim tem potencial carcinogênico. Em relação à fertilidade, o LSS muda rapidamente os níveis de estrogênio e tem efeitos sobre os níveis de progesterona, levando a problemas menstruais, sintomas da menopausa e potencialmente à infertilidade.

Procure por produtos sem: Lauriléter Sulfato de Sódio, Lauril Sulfato de Sódio, Dodecil Sulfato de Sódio, Sodium Lauryl Ether Sulfate, Monododecil sulfato de sódio, Monolauril Sulfato de Sódio; Dodecanossulfato de Sódio, Sodium Dodecyl Sulfate, Sulfatos.

Metais PesadosCobre, chumbo, mercúrio, cádmio, arsênico, níquel, ouro, alumínio, bismuto, prata coloidal e outros metais pesados são as principais substâncias químicas prejudiciais à fertilidade. Eles  modificam os neurotransmissores do sistema nervoso central e alteram a liberação hipotalâmica do GnRH (hormônio liberador de gonadotrofinas),  que são os hormônios que estimulam as gônadas (ovários e testículos). Em outras palavras, eles causam modificações nas células cerebrais alterando a liberação dos hormônios responsáveis pela ovulação e produção de espermatozoides. Ainda podem causar: hiperandrogenismo (aumento dos hormônios masculinos) e síndrome do ovário policístico, hipo e hipertireoidismo (comprometimento da tireóide). No ovário, o acúmulo de metais pesados altera a produção de estradiol e progesterona, podendo interferir no desenvolvimento normal oocitário (óvulo) e causar alterações cromossômicas embrionárias.

A gravidez que ocorre na presença de altas concentrações de metais pesados tem alto risco de:  abortos, malformações fetais, insuficiência placentária e nascimento prematuro. A exposição ao chumbo, por exemplo, aumenta os riscos de aborto, parto prematuro (nascimento antes das 37 semanas), baixo peso ao nascer, atrasos do desenvolvimento, do comportamento e da aprendizagem na criança, devido a danos no sistema nervoso. Além disso, o chumbo é teratogênico, causa malformações congênitas no feto.

Mercúrio, Ácido Arsênico e Cádmio também aumentam os riscos de aborto e natimorto (nascidos mortos).

Alguns estudos mostram que o Cádmio induz a formação de miomas uterinos, causa abortosdanos à placenta e reduz o peso do bebê ao nascer; além de ser teratogênico, especialmente ao sistema nervoso central.

No homem os metais pesados causam infertilidade masculina por diminuição do número de espermatozoides e alterações seminais graves. Ainda, a presença do chumbo pode ter uma correlação com estrabismo na prole.

Quanta à Prata Coloidal, não está cientificamente comprovada a sua eficácia e nem há estudos comprovando a sua segurança, deve ser evitada por pessoas alérgicas à prata.

Procurar por produtos sem: Cobre, Chumbo, Mercúrio, Cádmio, Arsênico, Níquel, Ouro, Cloreto de Chumbo (PbCl2), Cloreto de Cádmio (CdCl2) e Cromato de Potássio (K2CrO4), Thimerasol (Mercúrio), Óxido de Alumínio, Alumina, Prata Coloidal.

Bisfenol A: substância química amplamente usada em contêineres plásticos de comida e garrafas e que tem provocado preocupações. Possui efeitos potentes semelhantes ao estrógeno em baixas doses. O uso da substância em fêmeas de rato produziu anormalidades na próstata da prole masculina.

Ftaleínas: substâncias químicas usadas para amolecer plásticos. Essas substâncias estão sob investigação devido à sua capacidade de alterar os hormônios. Ftaleínas específicas que geram maior preocupação incluem o dibutilftalato e outros encontrados em muitos produtos, inclusive em cosméticos e em produtos à base de argila vendidos a crianças. Animais expostos a ftaleínas apresentam queda no número de espermatozóides e anormalidades na estrutura reprodutiva. Além disto, avalia-se a possibilidade de que a exposição da substância em mulheres grávidas possa afetar a descendência.

Nomes: Dibutilftalato, Ftalatos.

Organoclorados/Dioxinas/Furanos: compostos que combinam o cloro com substâncias orgânicas (normalmente petroquímicos). Muitos possuem efeitos similares ao estrógeno, inclusive aqueles previamente usados em plásticos. Uma vez lançadas no meio ambiente, as dioxinaspodem alastrar-se por grandes distâncias, carregadas por correntes aéreas e marinhas. Por possuírem essa capacidade de disseminação, as dioxinas representam um tipo de contaminante onipresente, que pode causar mortalidade pré-natal, queda no crescimento, disfunção orgânica e efeitos nos sistemas reprodutivos feminino e masculino. Pessoas com um índice de exposição às dioxinas maior do que a média, por exemplo, através de uma dieta rica em peixes ou mamíferos marinhos, têm um maior risco de sofrerem efeitos das dioxinas, tais como diminuição da quantidade de espermaenfraquecimento do sistema imunológico e endometriose na mulher.

Procurar por produtos sem: dioxinas, bi-fenilas policloradas e furanos. Estão presentes em carnes, leites, ovos, sucos de frutas (polpa) e laticínios, principalmente peixes marinhos.Dióxido de Enxofre. Não aqueça alimentos em plásticos e nem congele água em garrafas plásticas.

Propyl Galatte: antagonista de estrógeno.

Procure por produtos sem: Propyl 3,4,5-trihydroxybenzoate, Gallic acid, propyl ester, n-Propyl gallate, E310.

Manitol: contra-indicado para gravidez de risco. Não se sabe se o Manitol é excretado no leite.

Bifenil policlorado (PCBs) ou p,p-DDE: estudos revelaram uma forte correlação entre altos níveis dessa substância com a queda na quantidade e na qualidade dos espermatozoides. Em um dos estudos, até mesmo homens com espermatozóides saudáveis e com altos níveis de organoclorados apresentaram quantidade de espermatozóides inferiores aos que tinham níveis mais baixos dessa substância.

Hidrocarbonetos e outras substâncias químicas industriais: um estudo em 2000 revelou que trabalhadores de uma fábrica de borracha expostos diariamente a hidrocarbonetos (etilbenzeno, benzeno, tolueno e xileno) apresentaram níveis inferiores à média, em termos de quantidade e qualidade de espermatozóides (um estudo em 2001 demonstrou que homens fumantes e que trabalhavam em petroquímicas apresentavam particularmente baixa qualidade de espermatozoides). Mesmo assim, nem todos os principais estudos confirmaram os efeitos dessas substâncias químicas. As evidências que demonstram efeito significativo sobre a fertilidade são irrelevantes.

Procurar por produtos sem: etilbenzeno, benzeno, tolueno e xileno, Resorcinol, Diidroxibenzeno, Benzenodiol.

Amônia: A recomendação é evitar tinturas de cabelo ou alisamentos que contenham amoníaco, durante a gestação pelo perigo de malformações, uma vez que substância atravessa a barreira placentária e entra em contato com a circulação do bebê.

Procure por produtos sem: Amoníaco, Amônia ou Tioglicolato de Amônio, Hidróxido de amônia, Polyquaternium-7, diallyldimethylammonium chloride.

Formaldeídos/Diazolidinyl Urea e Imidazolidinyl Urea: a uréia penetra profundamente na pele e tem até mesmo tem a capacidade de atravessar a placenta, podendo chegar até o feto em formação, trazendo ao bebê consequências ainda desconhecidas. A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determina que todas as vezes que um produto tiver na sua composição a uréia em dosagens maiores que 3%, o mesmo deve conter no rótulo o seguinte alerta: “Não Utilizar Durante a Gravidez”. Ainda, a agência resolveu proibir a fabricação de cosméticos que contenham em sua composição mais de 10% de uréia.

Procure por produtos sem: Diazonilidil hora, Imidazonilidil urea, DMDM hidantoína.

Benzofenonas e derivados da cânfora: Um estudo anunciou uma possível ligação entre protetores solares que contém em sua fórmula estes derivados e um maior risco de se desenvolver endometriose, Uma equipe da Universidade do Estado de NY conclui que os produtos que contém benzofenonas ou derivados de cânfora, podem ajudar a piorar os sintomas da doença, posto que eles imitam os efeitos do estrogênio. Podem ainda causar distúrbios hormonais de modo geral.

Procure por produtos sem: benzofenona 3 ou 4, Oxibenzona, Methyl-benzedylene, Cânfora.

Ácido Retinoico: existem várias evidências sobre a teratogenicidade da tretinoína em humanos, que indicam que o seu uso durante o período de gravidez pode causar defeitos congênitos no feto.

Procure por produtos sem: Acido Retinoico ou Tretinoína.

Propilenoglicol: a exposição de bebês e crianças a produtos contendo a substância, mostrou uma grande possibilidade de desenvolvimento de alergias respiratórias, asma, bronquite e rinite.

Procure por produtos sem: propylene glycol, α-propylene glycol, 1,2-propanediol, 1,2-Dihydroxypropane, methyl ethyl glycol (MEG), methylethylene glycol, PG, Sirlene, Dowfrost.

Petroquímicos: óleos minerais, petróleo, parafina, paraffin oil, parafinona.

Cetyl Alcohol: pode causar eczemas, não indicado para bebês.

Procure por produtos sem: Cetanol, Ethal, Ethol, Hexadecanol, Hexadecyl alcohol, Palmityl alcohol, Adol; Adol 52; Adol 520; Adol 54; Alcohol C-16; Atalco C.

Benzoato de Sódio: quando combinado com Ácido Ascórbico (Vit.C) ou com Benzoato de Potássio forma o benzeno que é carcinogênico. A maioria dos refrigerantes possui os dois. Há estudos que apontam que o benzoato de sódio sozinho pode danificar ou desativar partes vitais do DNA (mitocôndrias). Outros estudos verificaram que sua associação com certas substâncias colorizantes pode causar hiperatividade em crianças.

Procure por produtos sem: E211, benzoate of soda, sodium benzoate ou com ácido Benzoico associado a Hidróxido de Sódio.

Hidróxido de Sódio: pode acusar irritações severas na pele, queimaduras e cegueira.

Procure por produtos sem: Caustic soda, Lye, Ascarite, White caustic, Sodium hydrate, Sodium oxidanide.

Trietanolamina: pode causar alergias variadas, não indicada para bebês.

Procure por produtos sem: 2,2′,2″-Nitrilotriethanol, Ethanolamine, Diethanolamine, Methylethanolamine, Dimethylethanolamine, Diisopropylethanolamine, Methyldiethanolamine.

Octyl Methoxycinnamato: estudos laboratoriais verificaram que o uso contínuo de protetores solares (tanto na fase pré-natal quanto na pós-natal) que contenham a substância, causaram diminuição do peso e dos níveis de testosterona em ratos. Ainda há neceesidade de estudos mais apurados em humanos.

Procure por produtos sem: Ethylhexyl methoxycinnamate, Octinoxate, Uvinul MC80, (E)-3-(4-methoxyphenyl) prop-2-enoic acid 2-ethylhexyl ester, 2-ethylhexyl (2E)-3-(4-methoxyphenyl)prop-2-enoate, Eusolex 2292.

Borato de Sódio: além de causar alergias de pele, é tóxico para bebês e crianças, especialmente se usado continuamente. Ainda pode causar infertilidade e danos ao feto.

Procure por produtos sem: Boric acid, Sodium Perborate, Borax, Sodium Tetraborate Decahydrate, E285, Anhydrous Borax, Borax Pentahydrate, Borax Decahydrate.

Chlorphenesin: alergias de contato, evitar o uso em crianças e bebês.

Procure por produtos sem: Maolate, Musil.

Lactoperoxidase: a oxidação do estradiol pela lactoperoxidase gera stress oxidativo no câncer de mama. Ela também reage negativamente com outros estrogênios.

Benzyl salicylate: deve ser evitado por crianças e bebês, causa sensibilidade e alergias.

Procure por produtos sem: Benzyl hydroxy benzoate.

Benzyl Alcohol: não deve ser utilizado em crianças menores de 6 anos.

Procure por produtos sem: Phenylmethanol, Phenylcarbinol.

Pyrope: risco aumentados de desenvolvimento de câncer e osteoporose, bem como de doenças respiratórias e alergias. Não usar em crianças e bebês.

Procure por produtos sem: Magnesium aluminum silicate.

Behenyl Alcohol: pode causar alergias de pele, acne, dores de cabeça, tonturas e outros efeitos colaterais. A sua segurança para mulheres grávidas não foi comprovada. Também está contra-indicado para mulheres amamentando e crianças menores de 12 anos.

Procure por produtos sem: Docosanol, Behenic Alcohol, Cachalot BE-22, Docosyl alcohol, Emery 3304, Loxiol VPG 1451, Abreva.

Phenoxyethanol: pode causar desidratação em crianças.

Procure por produtos sem: Phenoxyethanol, Ethylene glycol monophenyl ether, Phenoxytolarosol, Dowanol EP / EPH, Emery 6705, Rose ether, 1-Hydroxy-2-phenoxyethane, β-hydroxyethyl phenyl ether, Phenyl cellosolve.

EDTA’s: em exposição oral pode causar problemas de fertilidade e afetar o desenvolvimento do feto.

Sorbato de Potássio: pode provocar alergias respiratórias, nos olhos e na pele.

Procure por produtos sem: E202, Sorbistat-K, Sorbistat potassium.

Lipoic Acid: a segurança dos produtos contendo a substância não foi comprovada para grávidas, mulheres amamentando, crianças, portadores de doenças do fígado e dos rins.

Procure por produtos sem: Thioctic Acid, alpha Lipoic Acid, dithiooctanoic acid.

Adipic Acid: pode causar alergias na pele.

Procure por produtos sem: hexanedioic acid.

Methylsulfonylmethane (MSM): não deve ser administrada para crianças, grávidas ou mulheres amamentando.

Procure por produtos sem: methyl sulfone, methylsulfonylmethane, sulfonylbismethane, DMSO2.

8 Comentários

8 pensamentos sobre “Beleza sem Medo

  1. Pretty great post. I just stumbled upon your blog and wished to say that I’ve really enjoyed surfing around your weblog posts. After all I’ll be subscribing on your feed and I am hoping you write again very soon!

    Curtir

  2. It’s in point of fact a great and useful piece of information. I am satisfied that you simply shared this useful info with us. Please stay us informed like this. Thank you for sharing.

    Curtir

  3. Obrigada, por fazer este blog, é muito útil, mantenha-se compartilhando suas ideias.Era exatamente por uma página assim que eu estava procurando e fiquei muito feliz por encontrá-la.

    Curtir

  4. Por favor, mantenha-se postando seus maravilhosos artigos, seus leitores agradecem de coração por poderem aprender mais e mais coisas novas a cada dia.

    Curtir

  5. Pingback: Higiene do rosto na gestação – Meu Blog

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s