Dieta da Fertilidade

Pois é, meninas, quem diria, por vezes algumas alterações na dieta podem sim facilitar a concepção e gravidez. E, não se esqueçam que os maridos devem entrar na dança,já que 83% dos homens com problemas nesta área, não consomem frutas ou verduras, portanto Frutas e Verduras neles (5 porções diárias).

1. Diga não à Gordura Trans: Ao comprar produtos industrializados, escolha apenas aqueles que levam o selo “livre de trans”, pois apenas consumir apenas 2% deste tipo de gordura diariamente, pode levar à infertilidade.

2. Acrescente ao cardápio alimentos ricos em Omega 3  e 6:  óleo de canola, salmão, sardinha, linhaça e amêndoa, pois essas gorduras tornam a membrana que envolve o óvulo mais fluida,  facilitando a penetração do espermatozóide e a saída do embrião que vai se implantar no útero. Evite, apenas o atum, por conter altas concentrações de mercúrio.

3. Diga sim aos carboidratos complexos: Troque tudo o que é feito com farinha branca  pela versão integral, os carboidratos complexos. As mulheres que ingerem poucos grãos integrais tem 55% mais chances de desenvolver  a síndrome do ovário policístico, que leva à ovulação irregular.

4. Ácido Fólico, já!: Rico em proteínas e, por isso, um promotor da renovação celular, sua ingestão é importante desde a fecundação até o fim da gestação, pois ajuda na formação do sistema nervoso do feto. Ele ainda é eficaz na manutenção da gravidez, principalmente nos três primeiros meses, quando o risco de aborto natural é maior. A soja, o fígado, os vegetais verde-escuros (espinafre, agrião) e o levedo de cerveja são  boas opções.

A recomendação é de ao menos 400 mcg diários pelo menos 3 meses antes da concepção. A deficiência dele está ligada a defeitos no fechamento do tubo neural do bebê.

5. Leite Integral, agora é a hora: Troque o desnatado ou semidesnatado pelo integral e, duas vezes por semana, tome 1/2 xícara de sorvete (sem gordura trans). As mulheres que bebem leite integral todos os dias tinham 70% menos risco de ter problemas de infertilidade do que as que raramente o ingerem.

5. Não se esqueça do Ferro: a carência do mineral pode dificultar a ovulação. Reforce a dose investindo em alimentos como couve, beterraba e açaí. A suplementação com pelo menos 40 miligramas de ferro reduz em 40% a possibilidade de a mulher apresentar problemas de infertilidade.

6. Hidratação é essencial: para todas as reações químicas do corpo, inclusive a fecundação. Tome cerca de 3 litros de água por dia.

7. Diminua a cafeína:  modere o consumo de café e chá,  a 1 xícara por dia. O café consumido em excesso (mais de uma xícara por dia) reduz pela metade a probabilidade de gravidez e aumenta os níveis de prolactina. A mulher que consome quantidades superiores a 300mg de cafeína diariamente pode ter a ausência de movimentos dos músculos que levam o óvulo até ao útero, impedindo a gravidez. Os movimentos destes músculos são essenciais para a implantação do óvulo fecundado no útero.

Dentre as substâncias que contêm maiores quantidades de cafeína estão o café, a coca-cola, chá e o chocolate. Veja a tabela a seguir:

  • 1 xícara de café coado: 25 a 50mg,
  • 1 xícara de café expresso: 50 a 80mg,
  • 1 xícara de café instantâneo: 60 a 70mg,
  • 1 xícara de capuccino: 80 a 100mg,
  • 1 xícara de chá coado: 30 a 100mg,
  • 1 barra de chocolate ao leite de 60g: 50mg.

8. Alcool, só ocasionalmente: como uma taça de vinho uma vez por semana. O álcool  dificulta a fecundação por ser tóxico para os aparelhos reprodutores de ambos os sexos, além de desregular o ciclo menstrual e de aumentar os níveis de prolactina.

9. Corte os refrigerantes: eles contem muito açúcar.

10. Carne vermelha, com moderação: substituir a proteína animal pela vegetal melhora a ovulação. A infertilidade ovulatória é 39% maior em mulheres que consumem mais proteína animal. Reduza a ingestão para duas vezes por semana e escolha outras fontes de proteína, como peixe, soja e feijão.

11. Não se esqueça das Vitaminas, Aminoácidos e Minerais: Vitamina C (previne e protege o organismo de substâncias tóxicas, favorecendo uma melhor qualidade de óvulos, ela ajuda na mobilidade e concentração dos espermatozoides), Vitamina B6 (aumento significativo no nível de progesterona, necessária para manter o revestimento uterino, de modo a sustentar o crescimento do óvulo fertilizado), Vitamina B9 (essencial para prevenir mal-formações no feto, principalmente nas primeiras semanas de gravidez; nos homens, pode causar a diminuição da produção de espermatozóides e a alteração do material genético do esperma),  Vitamina B12 (em níveis muito baixos, pode causar anemia perniciosa, que leva à infertilidade em ambos os sexos),  Vitamina D (nas mulheres, participa na produção de estrogênio no ovário e, segundo os nutricionistas, sua deficiência reduz em até 75% a produção de folículos que darão origem aos óvulos; já nos homens, os espermatozoides tem sua sobrevivência reduzida em 45%), Vitamina E (importante função na mobilidade dos espermatozóides, melhora a parede do útero e torna placenta mais forte), Vitamina A (melhora a mobilidade do espermatozoide), Ferro (auxilia no bom funcionamento do ciclo menstrual), Selênio, Magnésio e Zinco (nas mulheres, a baixa ingestão leva a uma queda na absorção de ácido fólico e também leva ao aumento de prolactina no organismo feminino e ao desinteresse sexual, que dificultam a gravidez; nos homens, ele auxilia a mobilidade dos espermatozóides, favorecendo a fecundação) são importantes.

A carência destes elementos traz alterações celulares e metabólicas que vão influenciar o equilíbrio hormonal da, consequentemente, seu funcionamento reprodutivo. Por isso, a anemia é um dos grandes inimigos de quem deseja acrescentar um novo membro à família. Ela prejudica a formação dos hormônios femininos, podendo levar à falta de menstruação e até ao impedimento da mulher de engravidar.

12. Alimentos Light, não é hora de fazer regime: sim, eles dificultam a fertilidade, pois são pobres em gorduras boas tão importantes para a formação dos hormônios.

13. Proteínas, são importantes:são o nutriente básico da vida e da formação das células de defesa do organismo e das enzimas, além de servirem de veículo para o transporte de alguns substâncias no sangue. Ingira com moderação carnes brancas e vermelhas, ovos, queijos, leite, soja, leguminosas, etc.

14. Frutas de sobremesa.

15. Risque do cardápio: temperos prontos, os pratos congelados, os molhos artificiais, os embutidos (linguiça, salsicha, peito de peru, mortadela, salame e carnes processadas), biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, iogurtes com corantes artificiais, balas e produtos que você tenha dúvidas sobre a composição.

16. Cuidado com os alimentos crus: Carpacios, maioneses caseiras, carnes mal passadas, queijos não pasteurizados e comida japonesa podem conter salmonela ou outros tipos de bactérias que podem causar infecções graves.

17. Licopeno é essencial: é um antioxidante muito estudado porque atua na regulação hormonal dos ovários, o que pode colaborar na regulação do ciclo ovulatório.

Alimentos: tomate, caqui, pitanga, morango, melancia, goiaba vermelha.

13 Comentários

13 pensamentos sobre “Dieta da Fertilidade

  1. Obrigada, por esta maravilhosa postagem, me mostrou que tenho que estruturar melhor o meu blog. O seu blog é muito interessante, por favor me diga como assinar seu rss.

    Curtir

  2. Thanks for sharing what was in your head. I read every word of it. Now I need to get it out of my head. Seriously, a fun hub read, as well as most of the above comments.

    Curtir

  3. This is a really good read for me. Must agree that you are one of the coolest blogger I ever saw. Thanks for posting this useful information. This was just what I was on looking for. I’ll come back to this blog for sure!

    Curtir

  4. The popular type of medication so far is the replacement of the Testosterone called HRT. By the replacing the low range, we are able to attain good result. There are so many methods for T replacement therapy for example: injection, gel, pills, patches and tablets.

    Curtir

  5. Took me time to read all the comments, but I truly enjoyed the write-up. It proved to be Extremely helpful to me and I’m certain to all the commenters here It is always good when you can not only be informed, but also entertained I’m certain you had fun writing this article.

    Curtir

  6. Quería darle las gracias por esta gran lectura! Sin duda disfrutando cada pedacito de ella tengo que marcado para ver cosas nuevas que publique

    Curtir

  7. donc je suis ici pour apprendre, et pour aider les autres avec ce que je sais déjà. malade vous voir tout autour, Cheers

    Curtir

  8. Gracias por compartir este tipo de información útil. Y usted tiene un buen blog con buen puesto que es muy útil para nosotros

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s